Electrofulguração de Verrugas

A nossa pele é das coisas mais bonitas que temos e queremos manter.

Infelizmente, muitas vezes aparecem pequenos defeitos que nos incomodam tanto em aspectos estéticos como em termos de conforto, tais como sinais ou verrugas.

A boa notícia é que hoje já se podem fazer correcções estéticas que nos ajudam a ter a pele dos nossos sonhos.

Conheça o tratamento simple e indolor que lhe permite remover verrugas, devolvendo à sua pele a graciosidade e beleza que merece.

Primeiro vamos falar de verrugas.


O que é Verrugas?

Pois é, as verrugas são normalmente causadas por vírus do grupo papovavírus, o papilomavírus humano (HPV), que pode ser transmitido por contacto directo ou indirecto, muitas vezes em locais como praias, piscinas ou saunas.

As verrugas podem surgir em qualquer parte do corpo e podem ser de diversos tipos também. Podem variar muito de tamanho e formato de uma para outra. A textura também tende a ser diferente, desde superfícies lisas até mais rugosas.

São bastante comuns também em áreas do corpo em que as pessoas costumam depilar, como no rosto, no caso de homens que se barbeiam, e nas pernas, no caso de mulheres que depilam as pernas.


É igualmente possível, aliás, transmitir verrugas para outras pessoas também, principalmente por meio do toque, num processo chamado de auto inoculação – muito comum em banheiros compartilhados de academias, piscinas, clubes, etc. A transmissão pode acontecer também durante o ato sexual desprotegido.

Apesar de serem mais comuns em crianças e adolescentes, também ocorrem nos adultos.

Pode se tratar com medicação, mas muitas vezes esta pode causar queimaduras e lesões na pele.

Por isso, na Clínica Máxima, a dermatologista recomenda um tratamento mais eficiente e seguro: a Electrofulguração.

Este tratamento consiste na ablação do tecido, ou seja, um pequeno choque eléctrico causado por um aparelho específico. 

A grande vantagem? é indolor e sem recobro, sendo que a paciente pode retomar o seu dia a dia de imediato. 

A nossa única e importante recomendação é que evite o sol até cicatrização, ou durante o período que a sua dermatologista recomendar!