Mastopexia

Com o passar do tempo, os seios nas mulheres estão expostos a fatores que podem alterar sua forma e consistência, tais como a força da gravidade, a gravidez, a lactação e a perda de peso corporal, entre outros, causando flacidez e ptose da mesma pele.

A mastopexia é uma técnica cirúrgica para realizar a remodelação das mamas caídas, podendo ser realizada isoladamente ou combinada com implantes mamários para aumentar o volume da mama.

Este procedimento pode melhorar a sua aparência, mas deve considerar suas expectativas e discuti-las com seu cirurgião.


Como a cirurgia é planeada?

Primeiramente agenda-se uma consulta com o cirurgião plástico onde é feita uma avaliação geral do paciente e da sua história pessoal e familiar. Os restantes passos são determinados nesta consulta, onde são explicados ao paciente os riscos e possíveis complicações deste tipo de cirurgia e o comportamento a seguir até à cirurgia.

As análises pré-operatórias são indicadas.

A reconsulta é realizada e, se não houver contraindicações para a cirurgia, a consulta anestésica é realizada e a intervenção cirúrgica é agendada.

Procedimento Cirúrgico:

Explica-se ao paciente em que consiste a operação, os riscos e possíveis complicações que o mesmo aceita mediante a assinatura do consentimento informado

São efectuadas as fotografias pré-operatórias obrigatórias para comparar os resultados pós-operatórios.

O planeamento ou marcação pré-cirúrgica é realizado.

A cirurgia é realizada numa sala cirúrgica, totalmente equipada, respeitando as medidas de esterilização, com anestesia local ou geral, dependendo da preferência do cirurgião e do paciente.

As técnicas cirúrgicas para este procedimento variam dependendo do tipo de ptose ou queda que suas mamas têm, pode ser técnica periareolar, fechamento vertical ou invertido em T, a ressecção de pele é então realizada de forma redundante e a aréola e o mamilo são colocados sobre sua posição normal

A cirurgia dura duas a três horas, uma vez completada, coloca-se uma bandagem elástica compressiva.

Pós-operatório:

  • Repouso entre três e quatro semanas.
  • Antibioticoterapia profilática.
  • Analgésico e anti-inflamatório.
  • Revisão aos sete dias
  • Retirada da sutura após duas semanas.